Espaço de José Longo

Espaço de José Longo

Textos sobre:


Outras Secções:


Textos recentes


Os seus dados nos serviços Google

Muita tinta tem corrido acerca da recém implementada legislação europeia acerca da protecção de dados pessoais (RGPD). Uma das alterações mais significativas reside no facto de os detentores de dados pessoais de utilizadores dos seus serviços terem que providenciar os dados armazenados sobre a pessoa que os solicitar. Com isto pretende-se que a pessoa em causa, possa analisar, solicitar eliminação parcial ou total e até transferir os mesmos dados para outra entidade. Neste artigo vamos ver como obter os dados armazenados na Google acerca da nossa pessoa.

Desde 25 de Maio de 2018 entrou em vigor o novo RGPD (Regulamento Geral sobre Protecção de Dados) criado pela União Europeia e aprovada pela legislação portuguesa. Ao abrigo destas alterações todas as entidades que possuam e tratem dados pessoais de cidadãos europeus são obrigadas a obedecer/implementar este regulamento. A Google, criou desta forma  a possibilidade de qualquer utilizador dos seu serviços obter toda a informação recolhida e existente sobre este mesmo utilizador.

Para obtermos esta informação basta aceder a https://takeout.google.com e depois de termos o login efectuado se não tivermos já feito anteriormente deverá surgir uma página semelhante á da imagem abaixo:

Google Takeout ecran inicial

Nesta página podemos escolher quais os serviços Google sobre os quais pretendemos saber que informações se encontram recolhidas. No momento em que escrevo, estavam presentes 51 serviços. Cada um desses serviços pode ser seleccionado individualmente e alguns permitem escolher o tipo de formatação utilizada para o ficheiro ou ficheiros referente ao serviço. Podemos visualizar essas opções, fazer algumas escolhas e verificar que informações vamos receber. Entre os formatos existentes, que podem variar de acordo com o conteúdo, temos html, xml, json, atom, csv, vcf, pdf entre outros. Depois de termos efectuado as escolhas relevantes do que pretendemos obter, bastará carregar no botão "SEGUINTE" no fundo da lista de serviços.

Irá surgir uma janela onde podemos escolher a forma como vamos receber o ficheiro que contém as informações seleccionadas previamente.   Podemos escolher receber o ficheiro em formato ".zip" ou ".tzg" em termos de compressão. Depois podemos escolher o tamanho máximo do ficheiro ou ficheiros a receber. No caso da informação comprimida exceder o tamanho escolhido, a informação será então distribuída por diversos ficheiros com o tamanho máximo escolhido. Finalmente podemos escolher como vamos receber esses ficheiros.  As opções possíveis incluem receber um link por email para descarregar o ou os ficheiros criados ou em alternativa os mesmos serem colocados num espaço á escolha na "cloud" dos diversos disponíveis (GDrive, Dropbox, OneDrive, Box). Se o espaço pretendo for diferente do "GDrive" teremos que fornecer os dados da nossa conta no espaço escolhido.


Após efectuarmos as escolhas pretendidas, carregamos no botão "CRIAR ARQUIVO". Para simplicidade e rapidez, eu escolhi apenas o "G+". Iremos de seguida para a janela de processamento do pedido onde podemos acompanhar a evolução do mesmo.


Em resultado disso obtemos a janela a mostrar o processamento dos dados escolhidos e a geração do ficheiro ou ficheiros. Dependendo da quantidade de dados que a Google tenha sobre nós armazenados, poderá demorar algum tempo até esta operação finalizar. Se deixarmos a janela, quando terminar, iremos obter uma ligação para descarregarmos o ficheiro ou ficheiros gerados. Temos também acesso ao histórico de ficheiros gerados bem como a possibilidade de gerar um novo ficheiro (por exemplo fazendo ficheiros parciais). Temos ainda a informação de quantos dias a Google mantém o ficheiro ou ficheiros disponíveis (normalmente 1 semana). 

Se não quisermos estar á espera que todo o  processo finalize, quando o processamento e geração do ficheiro ou ficheiros estiverem concluídos iremos receber um email com ligação para descarregarmos o ficheiro e para gestão dos mesmos.

Depois de descarregarmos o ficheiro em formato comprimido, o mesmo conterá diversas pastas, cada uma correspondente aos serviços que pedimos para obter os dados armazenados na Google. Depois será consultarmos e decidir o que fazer. Podemos aceder ás definições de privacidade da google em https://myaccount.google.com/privacy# e aqui definirmos a forma como a google guarda os nosso dados.


Experimente e vai ficar admirado com a quantidade de dados armazenados sobre si se for um utilizador dos serviços da Google.


Espero que a informação vos possa ser útil e até uma próxima.